sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Nos bastidores da criação!

Olá meninas!

Este é o primeiro post que faço sobre os bastidores do meu trabalho aqui na empresa. Sei que muita gente morre de curiosidade para saber como é o trabalho de uma designer. Vou mostrar um pouquinho dos esboços dos desenhos e as fotos das peças prontas para ilustrar o começo e o fim de todo processo de criação!


Esta primeira foto, tem algumas imagens dos esboços da família Mermaid. No meu caso, as imagens se formam na minha cabeça e no momento em que vou colocando-as no papel, outras ideias aparecem e se interpõe. Então, costumo desenhar de forma bem livre e deixo estas imagens se formando à vontade na minha cabeça. Para conseguir dar vazão a tudo isso (às vezes são muitas imagens) tenho sempre um lápis 6B e uma borracha para ir apagando os detalhes que não vão permanecer. Por isso mesmo, neste primeiro momento não me preocupo muito se o desenho está perfeito ou proporcional. 






Estas duas fotos acima, são imagens dos meus desenhos da família Viva la Vida. Vejam como algumas peças são um pouco diferentes dos desenhos originais. Isso acontece, pois para conseguir usar as pedras ou formas que quero, é preciso adaptar as dimensões da peça. Ainda bem que hoje temos bons programas de computador e bons modelistas que me ajudam muito nestes cálculos de proporção!

Abaixo, alguns desenhos que vocês só verão prontos no ano que vem! Sim! Demora muito tempo para uma coleção ficar pronta! Entre o primeiro desenho e a produção completa, podemos pensar em pelo menos 6 meses. Isso por que, tudo o que produzimos sai da minha cabeça! Claro que pego referências em coisas que vejo em viagens, passeios, leituras, etc.. Afinal, uma mente criativa deve ser alimentada sempre! E o fluxo continua sempre - tks God!!!!



Tem dias que o fluxo de imagens é tão grande que o tempo de esboçar (antes do desenho) não alcança a velocidade das ideias, acreditam? E tem dias em que nem adianta eu tentar desenhar, pois não vai sair nada! O processo criativo é autônomo, independente e eu demorei um tempo para conseguir aceitar esta ideia na minha vida.

Imaginem que além dos desenhos, tenho que escolher a cartela de cores, tamanho e formato das pedras que vamos usar, além de outras coisas..... Pensar em tudo isso com outras imagens na cabeça, ás vezes é bem difícil. E tudo isso deve estar minuciosamente detalhado no papel para conseguir se transformar em realidade. Mas, eu amo o que faço! Acredito que quando agente trabalha com amor, tudo conspira a favor! Até rimou, rs....

Espero que gostem deste post! 

Bjs e até o próximo!